segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

"Misto Quente" de Charles Bukowski

Olá pessoal, este é o primeiro post de 2015 aqui no blog, então feliz ano novo a todos! Li muito pouco em Dezembro, e quero pedir desculpas sinceras por isso, mas acho que é um mês onde todos estão atarefados não é mesmo? E que livro pra começar melhor o ano do que falando de Misto Quente de Bukowski? Nos dá uma nova resolução do que vem pela frente.

MISTO-QUENTE
Charles Bukowski
320 páginas
Editora L&PM

"O que pode ser pior do que crescer nos Estados Unidos da recessão pós-1929? Ser pobre, de origem alemã, ter muitas espinhas, um pai autoritário beirando a psicopatia, uma mãe passiva e ignorante, nenhuma namorada e, pela frente, apenas a perspectiva de servir de mão-de-obra barata em um mundo cada vez menos propício às pessoas sensíveis e problemáticas. Esta é a história de Henry Chinaski, o protagonista deste romance que é sem dúvida uma das obras mais comoventes e mais lidas de Charles Bukowski."

Quem não leu Misto Quente, não leu Bukowski, completa a frase marketeira da L&PM, em que concordo plenamente. Misto Quente é a melhor obra do Bukowski em minha opinião, uma história com elementos auto-biográficos (como quase todos os livros dele). Neste trabalho ele se dá ao direito de criticar tudo e todos, fazer uma reflexão sobre a sociedade, ou simplesmente xingar todo mundo. Basicamente ele dá sua opinião sobre a vida: ela é uma porcaria.

É uma história triste e sofrida, sem dúvidas, mas acho que todo mundo quando ler vai se identificar com alguma coisa que está ali. É interessante notar também que, não importa o quanto o tempo passe, a História parece continuar sempre a mesma. Por isso considero este livro tão importante, e todos os momentos de desesperos compartilhados são de uma delicadeza tremenda. Frases brilhantes serão encontradas ao longo do texto, é como se tudo que queríamos criticar no mundo estivesse em um único livro. Não apenas um mundo triste, mas também extremamente estranho.

O autor

O autor em um momento fofo com um gatinho branco
Henry Charles Bukowski Jr (nascido 16 de agosto de 1920 e vindo a falecer em Los Angeles, 9 de março de 1994) foi um poeta, contista e romancista estadunidense nascido na Alemanha, aos 3 anos vindo para os Estados Unidos. Sua obra de caráter (inicialmente) obsceno e estilo totalmente coloquial, fascinaram gerações que buscavam uma obra com a qual pudessem se identificar. De estilo agressivo e inconformado e, na maioria das vezes, ébrio, sentava em sua máquina de escrever e, com uma sutileza surpreendente, deixava fluir seus pensamentos sem censura alguma.

0 comentários:

Postar um comentário