segunda-feira, 14 de setembro de 2015

"O Guardião", de Dean Koontz

O GUARDIÃO
Dean Koontz
445 páginas
Editora BestBolso

Eu já havia mencionado este livro no meu post da TAG dias da semana, pois então, eu finalmente li este livro que comprei faz um tempão. Já vou de início dizendo que esta foi uma da piores leituras que fiz este ano. A premissa do livro é ótima, olhem a sinopse da contracapa:

"A destemida Lauren Shane tem sua vida marcada pela intervenção constante de um personagem misterioso e assustador. A cada situação de perigo, repete-se o intrigante ritual que marcou seu nascimento: relâmpagos e trovões anunciam a chegada do estranho, o mesmo que arrancou a pequena Laura das mãos de um médico bêbado e irresponsável, garantindo que ela nascesse sã e salva.. Na noite de seu aniversário de 30 anos, o guardião aparece novamente e lhe revela a verdade sobre o seu terrível destino. Laura e seu filho correm sério perigo. Uma mistura habilidosa de suspense e ficção científica nos conduz ao universo arrepiante de Dean Koontz."

Confesso que a primeira parte do livro já não me agradou muito, pois a coitada da Lauren Shane já tem todo tipo de problema clichê de menina sofrida: desde assalto, pai que falece, é enviada para orfanato, é assediada por um homem, quase sofre um estupro, é enviada para um lar desprezível, quando conhece uma boa família acaba acontecendo uma tragédia e por aí vai. Mas até aí ok, quem nunca leu um livro com temática ruim e gostou?

Esta história toda, é claro, intercalada com alguns momentos onde o guardião aparece, rodeado de tempestades, e salvando a menina.  O grande problema mesmo começa na segunda parte, que muda a história de uma forma tão abrupta que parece até mesmo que estamos lendo outro livro. Tudo bem que na contracapa diz que possui ficção científica, e tudo bem que em obras de mistério já se espera um plot twist ou coisa assim, mas acho que essa mistura de ideias não ficou boa. Perseguições, viagens no tempo, paradoxos, assassinos, plano de dominação global, nazistas, e toda sorte de acontecimentos ocorrem na obra. Eu já estava até mesmo esperando aliens.

Mas um detalhe é a escrita de Dean Koontz, que é ótima, o único problema é que ele realmente não conseguiu criar uma boa história. Ainda quero ler outras obras do autor, ele tem uma escrita marcante para mistério e suspense, sabendo descrever muito bem as cenas.

Sobre Dean Koontz

Norte-americano, nascido na Pensilvânia em 1945, o autor começou a escrever na década de 1960, quando conseguia alguma brecha nas aulas de inglês que ministrava numa escola secundária. Seu primeiro livro foi publicado em 1968 e Koontz é com frequência comparado a Stephen King.

0 comentários:

Postar um comentário