domingo, 22 de novembro de 2015

"Convergente", de Veronica Roth

Esta resenha/crítica literária não será apenas sobre o último livro da trilogia criada pela autora Veronica Roth, mas sim um apanhado em geral sobre o que achei dos livros. Convergente é o livro que encerra a saga distópica jovem adulta, e é um livro completamente diferente dos anteriores. Enquanto Divergente era divertido por ter muita ação, e Insurgente nos prendia por ter várias cenas com fortes emoções, Convergente resolveu ir por outro caminho e o final se encerra de uma forma que me decepcionou bastante. Não se preocupem, o post não terá spoilers, com exceção do último parágrafo, que será um desabafo para vocês do motivo de ter me desapontado com o final.

CONVERGENTE
Veronica Roth
526 páginas
Editora Rocco

Neste terceiro livro a autora resolve nos contar o que há do outro lado do muro desta Chicago futurista que ela criou, e acaba nos explicando várias coisas sobre o universo da obra e como todo os problemas começaram no mundo. É um livro com uma pegada bem diferente dos anteriores, dá até para entender quando dizem que a história é monótona e chata, e que se arrastaram na leitura. Tem muita explicação sobre genes, por exemplo, que entra uma parte mais científica. Entretanto mesmo com as diferenças com os livros anteriores e a falta de ação deste livro, eu estava gostando, pela primeira vez a escritora colocou uma crítica ali no meio.

Uma coisa que pensei que me incomodaria durante a leitura, mas que acabou não me incomodando tanto, é o fato do Quatro também ser narrador da história. Claro que as melhores partes estão nos capítulos da Tris, mas os capítulos do Tobias foram importantes para termos uma visão do que os outros personagens pensam dela. Notei que a escrita da Veronica ficou limita neste sentido, a "voz" do personagem Tobias era muito parecido com a Tris. Porém, o fato de termos mais um narrador na história me fez suspeitar de algo, que foi confirmado lá no final do livro.

Em nenhum momento esta trilogia adolescente me surpreendeu. Sei que muita gente aí deve ter lido e achado que todos os mistérios foram arrasadores e que nunca esperavam algo do tipo, porém alguém que já tem uma certa bagagem literária com certeza vai pegar várias pistas pelo caminho e vai sacar tudo de cara. O primeiro livro foi o que mais gostei, o segundo fiquei dividido entre momentos de ódio e momentos de felicidade, já o terceiro comecei curtindo e depois do final passei a detestar. Em geral, Veronica Roth se mostrou uma excelente escritora mesmo sendo tão jovem, conseguiu criar cenas tensas e me deixar preso na leitura. Porém, depois do encerramento do terceiro livro, eu fiquei tão decepcionado com ela, que tenho uma teoria sobre o que aconteceu nesta obra.

Eu tenho a impressão que a autora queria escrever apenas Divergente, e que a decisão de criar uma trilogia para lucrar mais a foi ideia de terceiros. Lendo o tumblr da Veronica, vi que ela já tinha a história escrita e quase pronta, mas quando entrou em contato com agentes e editores passou a escrever várias versões do livro, e talvez por isso tenha rolado toda esta bagunça e terminou do jeito que foi. Fico um pouco triste em pensar como terceiros tem o poder de influenciar tanto o trabalho dos outros, e meter tanto o dedo (ou a mão inteira) a ponto de estragar tudo. Na minha opinião, ela podia ter escrito apenas Divergente, e ter pegado o final de Insurgente e colocado na história. Não precisava ter criado todo um drama e explicado tanta coisa para render três livros. É claro que sem o terceiro nunca ficaríamos sabendo o que havia fora de Chicago, mas talvez seria até melhor, pois dependeria da imaginação dos fãs pensar o que há do lado de fora, e isso é muito mais instigante.

Fica difícil decidir se recomendo ou não esta trilogia, se você estiver muito, mas muito curioso, vale a pena ler, mas se não for assim não recomendo não. Vou ler também aquele livro especial que ela lançou contando algumas histórias que ficaram de fora, mas não sei quando. Já os filmes vou ver sim, pelos trailers parece que a adaptação ficou legal. Deixo vocês com o parágrafo que é um verdadeiro desabafo, clique aqui caso vocês queira ler mais sobre a trilogia.

ABAIXO UM MEGA SPOILER DOS LIVROS, NÃO LEIA SE AINDA NÃO CHEGOU NO TERCEIRO LIVRO, OU SE TIVER INTERESSE EM COMEÇAR A LER A TRILOGIA!!

Eu fiquei tão, tão, mas TÃO desapontado com o final de Convergente, que deu até raiva. Por mais que já imaginasse que um dos possíveis finais seria onde a Tris morresse no final, ainda não acreditei mesmo quando acabei lendo. De todos os personagens que ela podia ter matado, como Caleb ou Quatro, tinha que ser JUSTAMENTE a protagonista? Li declarações da autora dizendo que queria mostrar que a Tris era altruísta, mas isso não é motivo para ela terminar a história do jeito que terminou!! Por mais que a trama não seja a melhor do mundo, eu tinha me apegado aos personagens. A Veronica Roth realmente criou pessoas cativantes, e em alguns momentos eles conseguiam ser bem reais, e ter matado a melhor personagem dos livros de uma forma tão tosca foi demais pra mim. Eu pude sentir a dor do Tobias nos capítulos finais, fiquei com pena dele. Ainda quero ler outros livros que a autora resolva escrever (se é que vai escrever, já que agora está rica) e ter a oportunidade de analisar se ela sabe realmente contar uma boa história ou não. E aí pessoal, o que vocês acharam da trilogia? Comentem ali embaixo e vamos começar uma discussão bacana sobre os livros.

0 comentários:

Postar um comentário