domingo, 21 de fevereiro de 2016

"Até mais, e obrigado pelos peixes!", Douglas Adams

Se você for ler a contracapa do livro, verá escrito: é mais uma aventura da "trilogia de cinco". Isso, na minha opinião, representa muito bem em como a saga foi concebida, pensada inicialmente como três livros, mas ganhando duas continuações mais tarde pelo Douglas Adams. Por isso considero as duas últimas obras uma leitura facultativa, o quarto foi escrito por causa do grande sucesso da obra, e o quinto, bem, explico na próxima postagem.

ATÉ MAIS, E OBRIGADO PELOS PEIXES!
Douglas Adams
142 páginas
Editora Arqueiro

Existe uma certa controvérsia entre os fãs sobre esta quarta história. Ela é sem dúvidas a mais "normal" de todas, sem todas as viagens espaciais, momentos nonsenses, informações malucas e coisas que fizeram a obra ser o sucesso que é hoje. Tenho a impressão que Adams escreveu de forma burocrática o livro, apenas pelo motivo de ter feito muito sucesso, e os fãs pedirem muito uma continuação. Existe também o fator que o editor de Adams, Sonny Mehta, ficava pressionando-o para que o livro fosse terminado antes que o prazo se esgotasse. Como resultado, Adams disse não ter ficado totalmente feliz com o resultado do livro.

Na história, a Terra ressurge, sem muitas explicações, e Arthur se depara ao retorno de sua vida como era antes. É então que conhece Fenny, uma garota bem maluquinha e fora dos padrões, por quem se apaixona. Não vou mentir, o romancinho de Arthur Dent é completamente chato. Nada de interessante acontece, para se ter ideia, este foi o livro da saga que li mais rápido. Acho que o grande problema tenha sido a falta de um grande acontecimento, um plot pirado como foram os anteriores.

O autor até faz uma piada sobre isso, quando diz que muitos livros são assim, possuem longas descrições sobre absolutamente nada. Em um ponto ele até mesmo diz que se quisermos saber de Marvin é só pularmos para o final do livro. Eu quase fiz isso, mas me mantive firme na leitura. O interessante é que achei o livro chato quando li na adolescência, e nutria esperanças que podia gostar agora, mas não ocorreu. Sobre a parte de Marvin, explico no post sobre o personagem!

Claro que quem leu os três primeiros livros e gostou com certeza lerá os dois finais. Tem muitas pessoas que adoram este quarto livro, então é relativamente difícil colocar em ordem quais dos cinco livros da obra são os melhores. Em breve post final sobre o último livro da saga, para ler mais sobre O Guia clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário