quinta-feira, 30 de junho de 2016

"Bom-Crioulo", de Adolfo Caminha

Um livro publicado em 1895, e que gerou polêmicas. Bom-Crioulo conta a história de Amaro, um escravo foragido, que acaba sendo aceito como marinheiro, e tem seu sonho de liberdade concretizado. Mais tarde acaba conhecendo Aleixo, um adolescente louro, de olhos azuis, por quem se apaixona. Ou seja, a obra não foi nada bem aceita por mostrar uma relação homossexual, inter-racial, e ainda que acontecia dentro do ambiente militar.

BOM-CRIOULO
Adolfo de Caminha
162 páginas
Editora Martin Claret

É um livro importante por mostrar de forma aberta um personagem negro e homossexual dentro da história. Amaro tinha pleno conhecimento de seus desejos, inclusive é mostrado algumas cenas de homoerotismo. É um livro curto, de rápida leitura, e que remete principalmente ao Naturalismo, um movimento na literatura brasileira que tinha uma visão mais realista da miséria, tristeza e pobreza tanto material quanto moral.

Como puderam notar, não esperem ver um romance repleto de amor idealizado, e sim uma trama cheia de desejos não concretizados, sexo de uma forma animalesca, a tristeza sendo representada de forma mais crua possível, além da busca pela tragédia. Não vou revelar mais da história, vocês podem encontrar vários resumos pela web, mas recomendo mesmo que leiam. É capaz que muitos alunos se deparem com a obra em vestibulares, por isso acho a leitura até obrigatória.

Sobre essa edição da Martin Claret, não gostei. Colocaram textos na abertura e encerramento do livro, que pouco acrescentam a leitura da obra principal. Acredito que existam textos auxiliares bem melhores na internet, e que são menos confusos. O texto da professora inclusive comete a gafe de escrever homossexualismo (relativo a doença) e não homossexualidade, problema que infelizmente se segue nas perguntas que fizeram no final (provavelmente pensando no pessoal de vestibular, que citei acima), e que são totalmente desnecessárias. A edição é de bolso, e não entendi a razão de terem deixado a capa tão escura...

Estou em uma missão de ler mais livros brasileiros, e adorei o Bom-Crioulo. Ele pode ser encontrado gratuitamente na internet, o que o torna acessível.

Sobre o ator

Adolfo Ferreira Caminha (1867-1897) nasceu em Aracati, no Ceará, Foi escritor, romancista e contista, com grande expressividade no Naturalismo. Em 1883 ingressou na escola da Marinha, que seguiu carreira até tornar-se segundo-tenente.

0 comentários:

Postar um comentário